Qual o material ideal para bancadas de cozinha

Na hora de construir ou reformar sabemos que surgem algumas dúvidas no meio do caminho. Entre elas: Qual material ideal para o balcão da cozinha?! Com tantas opções no mercado é comum surgir essa dúvida e dentre tantas opções, temos: o Granito, Mármore, Silestone, Corian, Nanoglass, Quartzo e Aço inox. E no meio das opções e orçamentos qual seria a escolha certa? E as vantagens e desvantagens de cada material? Então vamos tirar essa dúvida.

O quesito que mais pesa dentro da escolha, sem dúvidas é o preço. Porém devemos sempre observar o melhor custo benefício para sua casa ou empresa. Afinal de contas a durabilidade e qualidade do material também conta muito, para o barato não sair caro no final das contas.

  • Granito

Material-ideal-para-bancada-de-cozinha-granitoO granito é um dos materiais mais fáceis de se encontrar e também o mais comum de ser usado nas cozinhas; por ser uma pedra mais abundante no Brasil e consequentemente seu preço ser mais em conta. Apesar de possuir bastante variedade no preço de acordo com a cor da pedra a ser adquirida. Este tipo de material tem como sua característica a durabilidade e resistência, além da praticidade na manutenção.

Porém um item bastante importante de se observar na hora da escolha é a porosidade do material. Pois quanto mais alto, aumenta-se o risco de acúmulos de sujeiras e bactérias no poro, além do risco de causar manchas. Apesar do granito possuir uma boa resistência aos ataques de produtos ácidos e alcalinos, como por exemplo, vinagre, vinho, suco de limão etc. Ele tem cerca de 0,1 a 0,3% de porosidade e por isso pode acabar manchando, sendo indicado por esse motivo um bom tratamento de impermeabilizante.

 

  • Mármore

Material-ideal-para-bancada-de-cozinha-marmoreO mármore é uma pedra natural proveniente do calcário. Este tipo de material tem como sua característica seus veios (cores mais uniformes), menos brilho (comparado ao granito) e baixa resistência. Por isso não indicada para uso em cozinhas, pois possui baixa resistência a abrasão (desgaste/risco), podendo lascar com mais facilidade, além de possuir extrema porosidade o que pode causar manchas ao contato com produtos ácidos e alcalinos, como vinho, suco de limão, gordura e até mesmo água.

No caso do uso em ambientes externos, os mármores nas cores escuras em contato com o sol podem sofrer modificações sem sua tonalidade. Sendo mais indicado os mármores nas cores claras e para ambientes internos.

 

Silestone

Silestone é composto por 94% de quartzo natural (material mais abundante do planeta), tem como sua característica a resistência, durabilidade e proteção antibacteriana, dando lhe propriedades únicas a nível de higiene. Toda bancada feita em silestone possui superfície polida, não escorregadia, grau de absorção de líquidos muito baixo, alta resistência a abrasão e impacto. Além de possuir baixa porosidade, cerca de 0,01 á 0,02%. E para quem deseja instalar uma bancada em silestone, precisa investir a partir de 1.700,00 o metro quadrado; claro que o preço varia bastante de uma região para outra.

Porém alguns cuidados devem ser tomados quanto a sua limpeza e manutenção, evitando o uso de soda cáustica, cloros e produtos com base neste produto, desengordurantes tais como os usados para limpar fogão e fornos. Quando em contato com este tipo de produto enxaguar com agua abundante e nunca deixar em contato permanente. Também é necessários isolar a superfície da bancada em silestone das fontes de calor, como fritadeiras por exemplo. O contato também com jornais úmidos, bitucas de cigarros, pregos, ferros, podem manchar a peça.

 

  • Corian

Material-ideal-para-bancadas-de-cozinha-corianO Corian é composto por 1/3 de resina acrílica e 2/3 de minerais naturais. Tem como sua característica o fato de não ser um material poroso, isso mesmo não possuem poros. Além de ser um material solido e homogêneo. Ou seja, sua qualidade é superior as demais pedras, mais resistente a manchas (pois não é poroso) e com isto seu investimento é maior. Um dos preferidos para uso na decoração, já que há possibilidades de criar bancadas e cubas/pia da cozinha no mesmo material, além de uma variação de cores para escolher.

Porém alguns cuidados devem ser tomados, apesar do material ser resistente ao calor é necessário evitar o contato frequente com panelas e áreas quentes, pois o contato faz o material dilatar e até rachar. No caso de apoio ocasional de panelas quentes não causam danos a superfície, mas para preservar esta área no caso de contato frequente, é recomendado a instalação de um descanso, que pode ser de aço inoxidável, embutido ou não na bancada. Na limpeza diária do produto é recomendado sabão e detergente e esponja comum de cozinha; podendo utilizar o lado áspero da esponja nas bancadas com cores claras e o lado macia nas bancadas com cores escuras.

 

Nanoglass

O Nanoglass é composto por pó de mármore e vidro, um material industrializado com superfície sólida. Também conhecido como marmoglass, as pedras são Brancas e brilhosas, sendo totalmente neutra e de fácil manutenção e limpeza, além da aparência homogênea. Por não ter porosidade, evita-se manchas nos balcões da cozinha.
Porém por ser um material com superfície muito rígida, pode trincar com facilidade sem possibilidade de reparo. Por isso é aconselhável polir a balcão, garantindo maior durabilidade. Quanto ao preço o material não é tão caro quanto o Corian (por exemplo), mas também não é uma opção econômica.

Quartzo

O Quartzo é composto por 94% de quartzo (material contido no granito) e 6% de resina, que o torna até 10x mais resistente que o granito, além de ter ação antibacteriana também, devido o material ser não poroso. Tem como sua característica sua resistência a manchas e facilidade na limpeza e manutenção; além de serem resistentes ao calor. Sua aparência tem o mesmo efeito do Silestone e o preço é mais acessível.

Aço inox

Os balcões feitos em aço inox são mais resistentes a oxidação atmosférica, além de altas temperaturas e também a temperaturas abaixo de 0ºC. Tem como característica deste material a durabilidade, higiene e praticidade. Tem como uma de suas vantagens a composição de cuba, frontão, saia e acessórios como lixeiras e escorredores de pratos em um único bloco. Sendo mais comum o uso deste material nas cozinhas industriais de restaurantes ou fabricas do ramo alimentício. E começou a ser usado nas cozinhas residenciais, pelos amantes da gastronomia.Porém seu custo é um pouco mais alto e tem como ponto negativo a facilidade em riscar este tipo de bancada, conforme seu uso diário.

Espero que tenha gostado. Obrigada pela sua visita e acompanhe semanalmente as novidades aqui do blog!

Fonte da imagem: Arquivo JVernill Arquitetura | Showroom loja Kitchens de S. J. do Rio Preto/SP.